DATA DO EVENTO: 12-03-2019

Reunião da Câmara Técnica de Assuntos Institucionais

Data: 12/03/2019
Horário: 09h00
Local: DAEE - Piraju
Endereço: Av. São Sebastião, 125, Vila Cantizani, Piraju – SP


A cobrança pela utilização dos recursos hídricos está respaldada no Código Civil, que prevê a remuneração pela utilização dos bens públicos de uso comum, no Código de Águas, ao dispor que o uso comum das águas pode ser gratuito ou retribuído, e na Política de Meio Ambiente, que adota o princípio do usuário-pagador aplicado aos recursos naturais. Em rios de domínio do Estado de São Paulo, a cobrança é regida pela Lei 12.183/2005, tendo como princípios a simplicidade, a progressividade e a aceitabilidade, e os principais objetivos (SIGRH/SP, 2015):

  • Reconhecer a água como bem público de valor econômico, e dar ao usuário uma indicação de seu real valor;
  • Incentivar o uso racional e sustentável da água;
  • Obter recursos financeiros para o financiamento dos programas e intervenções contemplados nos planos de recursos hídricos e saneamento;
  • Distribuir o custo socioambiental pelo uso degradador e indiscriminado da água;
  • Utilizar a cobrança da água como instrumento de planejamento, gestão integrada e descentralizada do uso da água e seus conflitos.
MAIS INFORMAÇÕES ++

ARQUIVOS


DELIBERAÇÃO CRH Nº 201, DE 24 DE ABRIL DE 2017

Fundamentação Cobrança CBH-ALPA

DECRETO DO GOVERNADOR


Decreto - Parte 1Decreto - Parte 2Decreto - Parte 3Decreto - Parte 4